Segunda-feira, 20 de Março de 2006

GALP ataca.... de novo!

Cidadãos,
Hoje, mais uma vez, sou obrigado a chamar a atenção para a continuada roubalheira que os tais 98% são vítima, crimes estes perpetrados pelos outros 2% da população.

Uma das notícias de destaque da Agência Financeira tem a ver com o aumento do preço dos combustíveis, por parte da GALP. Os génios modernos da economia – seres interessantes – afirmam constantemente que a energia é fundamental para o desenvolvimento das nações e para assegurar a riqueza e bem-estar dos povos.

Nesse caso, ao aumentarmos o preço dos combustíveis estarão a sodomizar violentamente o cidadão que deveria estar a usufruir do seu bem-estar (a não ser, claro, que por bem-estar eles entendam colocar umas almofadinhas nos joelhos para não magoar enquanto estão a exercer a política da Cidade de Sodoma). De acordo com o porta-voz da GALP para assuntos sodomitas, o aumento de dois cêntimos deve-se à subida das cotações internacionais de combustível.

Fui rapidamente ver um pequeno histórico de notícias relacionadas e descobri alguns elementos bem interessantes. Em primeiro lugar, no conjunto da Europa dos vinte e cinco (25), apenas quatro países vendem gasolina mais cara do que Portugal, concretamente Holanda (onde, coitados, têm os salários que têm), Reino Unido (outros desgraçados com baixo poder de compra), Alemanha (destes nem falo) e Bélgica (pffff! Devem achar que estão melhor que Portugal). É evidente que depois aparecem algumas argumentações interessantes como por cada euro gasto, 62 cêntimos são impostos, mas mais interessante é ficar a saber que o combustível à saída da fábrica (para quem não sabe, chama-se refinaria) é mais caro em Portugal do que em Espanha. Aqui, a causa deve ser o índice de salários pagos em Portugal, só pode ser mesmo! Porque compramos o crude no mesmo sitio que eles, ao mesmo preço, e as fábricas deles não serão muito melhores que as nossas (eu sei! Eu sei! Depois aparecem uns economistas com umas contas vectorias e de correlação que tentam explicar estes fenómenos paranormais).

No mesmo local informativo, apareceu uma outra notícia que afirmava que o “preço do petróleo está sem uma tendência definida, com um mercado vacilante entra as inquietudes (gostei desta palavra... fica bem!) na Nigéria e no Irão e os valores tranquilizantes das reservas nos EUA”. Por outras palavras: ninguém sabe para onde vai o preço do crude (que supostamente serve de referência) mas tudo indica ou para uma estabilização ou, mesmo, para uma diminuição do valor do barril. A notícia vai um pouco mais longe quando diz que nos EUA o preço subiu 7 cêntimos mas já o IPE Brent (valor que interessa a Portugal, segundo o que eles dizem... e por eles entenda-se “os génios”) baixou o preço por barril em 30 cêntimos.

Devido a estas duas notícias fiquei um pouco baralhado... fui confirmar se tinha tomado os comprimidos e tinha... daí não havia problema! Fui rever os meus conhecimentos (tipo flashback mental) e ainda estavam no sitio... voltei a olhar para as notícias à espera que as mesmas fossem fruto de uma imaginação hiper-activa mas não... continuavam lá! Mau! Resolvi fazer outra coisa... investiguei um pouco as notícias anteriores, dos dias anteriores, para ver se encontrava a fonte do mistério. E o que encontrei foi isto:

- No dia 17 de Março do Ano do Senhor de 2006, era noticiado que, nesse dia, “o preço do petróleo está hoje a cair depois da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) ter revisto em baixa a procura do crude em 140.000 barris diários, em 2006”. Como consequência, nesse dia em Nova Iorque e IPE Brent verificou-se uma redução de 13 cêntimos e 29 cêntimos respectivamente.

- No dia 16 de Março do Ano do Senhor de 2006, era noticiado que “o preço do petróleo segue a cair desde ontem, o Departamento de Energia (DOE) norte-americano deu a conhecer outro aumento das reservas semanais, já por si elevadas, de acordo com os agentes”.

Perante estas duas novas notícias, ainda fiquei mais baralhado... solicitei de urgência uma injecção de cortisona e umas pastilhas rennie na esperança que me solucionassem problemas de visão... Fiquei realmente na dúvida se, à semelhança de qualquer livro de Philip K. Dick, eu estava a viver numa sociedade diferente, depois de ter sido raptado por ET’s. Por esta altura decidi levar as coisas mais longe! Se não dá nesta Terra Estranha, vamos directamente à fonte... e entrei no site da Internet (choque tecnológico no verdadeiro sentido da palavra) do IPE Brent. Foi bem giro, até me senti um desses negociantes internacionais de petróleo... mas adiante. Entrei no site e fui tirar uns gráficos sobre a evolução dos preços (felizmente fui a um site internacional, onde esse tipo de informação é gratuito... aqui em Portugal com o choque tecnológico e o comércio de proximidade tinha que pagar) e pude constatar o seguinte:

1. os preços têm mantido uma certa estabilidade, embora um pouco mais elevados que no mês de Fevereiro mas como em Fevereiro não assisti a nenhuma diminuição de preços...
2. Face à evolução de valores do Brent, a pergunta que faço é a seguinte: Então se as oscilações do preço do crude são as que estão apresentadas, porque será que a GALP só mexe nos preços para cima? Em Março já se verificaram descidas mas o preço dos combustíveis manteve-se o mesmo... Acho que será necessário solicitar aos técnicos de informática para desbloquearem a tecla da descida de preço... parece estar avariada! Deve ser isso! Com tanto choque tecnológico, alguém espatifou a tecla de descida e olha... com medo de despedimento não avisaram a Administração!

Bem, acho que por agora chega... deixemos essa coisa da gestão para os génios tugas e limitemo-nos a pagar o que eles querem... afinal até estamos bem na vida! Ou não? Já nem sei...

MS
publicado por GERAL às 17:48
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De RdS a 21 de Março de 2006 às 12:50
Bem na vida?
De facto deve ser isso que os gestores tugas pensam. Com o aumento de preços generalizados, estou convencido que esta gente pensa que estamos num país de milionários.

Isto da GALP até parece uma novela, sempre com novos episódios e cada com um pormenor mais escabroso, o problema é que nunca mais acaba.

RdS

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds