Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2006

Gasolinas... e enganos

Ora muito bom dia/tarde/noite (temos sempre que ter cuidado com os cumprimentos não vá um político ler e arranjar logo confusão).

É objectivo deste blog chamar a atenção para alguns assuntos que nos parecem pertinentes e, na realidade, são relativamente fáceis de ultrapassar desde que exista vontade e que o tuga queira.

Um dos temas que mais nos aflige actualmente tem a ver com os nossos rendimentos e com o aumento de custo vida. É inegável que cada dia que passa as coisas estão mais difíceis e cada vez mais os tugas ficam horas acordados a pensar como vão ultrapassar esta situação.

Está, hoje em dia, na moda na Terra Estranha criar organismos (eu diria que com a mesma inteligência e acutilância de um organismo unicelular ou com a mesma vontade de um protozoário) de modo a – dizem eles! – regularem, regulamentarem e facilitarem a vida social, numa lógica de crescimento. Tal como os cogumelos, proliferam organismos conhecidos apenas pelas suas siglas, tipo A.H.D.G.F.F.P.E.P.E.L.L.A.A.Q.U.O.O.P.E.E.T.D.S.S.A., que não querem dizer mais nada a não ser “Somos.Repositório.De.Tachos.Para.Justificar.Apoios.Politicos!”

Temos Autoridades para a Concorrência, Comunicação, Justiça, Injustiça, Apoio, Investimento, etc, etc, etc! Mas na realidade que fazem? (quem descobrir por favor avise para poder participar na selecção dos Prémios Nobel de 2007). Em resposta a estes “cogumelos funcionais”, surgem as Associações de utentes para tudo e mais alguma coisa: pais, filhos, automotores, touradas, anti-touradas, chouriço, vinho verde, bla, bla, bla.

Sempre que podem (quando entrevistados) todos demonstram um denominador comum: eles SABEM qual é a saída para a crise. Contudo, o mal já parte de cima e as restantes camadas sociais reflectem o exemplo superior. Quem gosta de ver os fantásticos debates ou programas informativos repara, sem dificuldade, que os sofredores daquela doença, a “Doutorite” (vide o artigo “Doutorite” neste blog), sabem o que fazer para resolver a situação da Terra Estranha. Ora se assim é, porque raio continuamos na merda? É que aqueles senhores, se hoje são da Oposição amanhã são do Governo, ou vice-versa.

É isto que acho particularmente estranho, na Terra Estranha. Esta vontade de perpetuação da incompetência! Uma das coisas que me choca não é tanto a incompetência deles (afinal já não acredito no Pai Natal) mas é o facto do tuga comer e calar. Um exemplo concrecto:

Recentemente, pressionado pela UE, o Governo tuga foi obrigado a liberalizar o sector dos combustíveis, algo já há muito esperado, na esperança que os mesmos baixassem. Pois bem, ERRADO! Subiram e continuarão a subir! Mas adiante. Com a liberalização pensava-se que, estando o mercado sujeito à Autoridade da Concorrência, seriam evitadas as situações de “cartelização” do mercado e que o utente/comprador poderia optar numa lógica de benefício da carteira. Até aqui, tudo está perfeito mas... o que há de errado?

Façamos só um pequeno desvio: numa acção concertada dos Estados Membros da UE foi criada uma moeda única com o nome de Euro. Esta unidade está dividida em cêntimos, ou seja, a unidade mais baixa é 1 cêntimo. Por outras palavras, 100 moedas de 1 cêntimo perfazem 1 Euro. Até aqui não há confusão, tudo está claro. Então qual é o relacionamento entre a moeda única e os combustíveis?

Agora é que “a porca torce o rabo” como diz o “povão”. É que os senhores dos combustíveis (GALP, BP, SHELL/REPSOL, etc), para fugirem às malhas da Autoridade para a Concorrência – essa nefasta coisa que impede o monopólio e o cartel, dizem eles – definiram entre si uma estratégia de manutenção e incremento de margens de lucro à custa do tuga. E como fizeram eles isso? Muito simples, na realidade. Criaram uma nova moeda! É verdade! Dentro do espaço da moeda única criaram o milésimo de Euro! Pois é, não há tuga que abasteça a sua viatura que não esteja a contribuir para tal, para a nova moeda.

Basicamente, o que é feito é que a marca A tem a gasolina a 1,045 (1 euro, 4 cêntimos e 5 milésimos), a marca B tem a gasolina a 1,048 (1 euro, 4 cêntimos e 8 milésimos) e a marca C tem a 1,051 (1 euro, 5 cêntimos e 1 milésimo). Se os senhores da Autoridade da concorrência se aproximam são natural e legalmente apedrejados e escorraçados porque, perante a Lei (essa coisa.... estranha!), eles não têm os mesmos preços. É verdade, não têm o mesmo preço! Têm apenas uma moeda nova! Nada de mais! Mais engraçado ainda é que durante a fase de aumentos semanais (causados por uma especulação artificial, gerada pelos 5 grandes e com largos benefícios para os países produtores e USA até ao famoso furacão Katrina) o que assistia era uma dança entre as gasolineiras, isto é, na semana 1 subia a marca A seguida da B e C, na semana 2 subia a marca B seguida da C e A e na semana seguinte aumenta a marca C seguida da A e B... mas sempre com os milésimos, lógico!

Assim, continua tudo nas paz dos deuses; os lucros aumentam, a Autoridade para a Concorrência está caladinha e quietinha como lhe compete e o Governo continuar a assobiar no seu caminho.

O que me custa é que sejam sempre os mesmos a pagar... os tugas. Mas o que custa mais – dói mesmo na alma – é que apesar de termos milhares de treinadores de café, quantidades infindas de revolucionários, socialistas debaixo de cada pedra, comunistas a perder de vista e bloquistas a fumar umas brocas, continuamos a comer e calar. Não vejo ninguém a protestar sobre as novas moedas, não vejo ninguém a ir para a rua protestar seriamente. Vejo, de facto, algumas manifestações, organizadas por indivíduos que recebem principescamente dos sindicatos, a lutar por “Direitos adquiridos”, algo que – mais uma raridade – não existe como figura jurídica.

Além disso, está a ser murmurado em diferentes corredores de influência, nomeadamente “lobbies” do petróleo, corretoras da bolsa, etc, que é previsível que o preço por barril de petróleo atinja os 100 dolars por barril neste corrente ano. Se um dos efeitos secundários do Katrina foi o refrear da especulação americana, uma vez que gastaram a quase totalidade das reservas estratégicas e, perante a ameaça de aumentos arriscaram-se a uma rebelião, os mesmos já foram esquecidos. Os poços de petróleo do golfo do México já estão reabertos, as refinarias a funcionar em pleno e as reservas americanas voltaram ao normal!

Agarrem-se que vêm aí mais aumentos de combustíveis!!

Teoria da conspiração? Talvez! Mas o que é inegável é que cá, na Terra Estranha, continuamos a pagar e calar. Continuam os atropelos ao mais básico comportamento justo e moral... e nós continuamos a falar no café, entre arrotos e imperiais, temperadas com umas moelas.

Eu acho – numa visão demasiado ingénua da vida, talvez – que a vida é simples e deve ser apreciada mas o tal quo que já perdeu o status continua a dizer-me que não. Temos um país com 7,5% de desemprego, temos os mais baixos rendimentos europeus, uma população desqualificada e desmotivada, a mais baixa produtividade europeia, as taxas mais baixas de crescimento social e económico, e por aí fora e mesmo assim conseguimos complicar as coisas... Espantoso!!

Mas apesar de tudo, deveria ser giro se todos os tugas fossem às gasolineiras pedissem para abastecer 1 litro exacto de combustível, pagassem e pedissem o troco por completo! Será que eles tinham as moedas de milésimo? É que eu gostava de ver uma. E já pensaram em fazer isso na presença da DECO? Eu já! É que eu estou farto de arredondamentos em que fico sempre a perder, estou farto de câmbios calculados a 0,8786543809786428, estou farto de milésimos de euro, estou farto de ajustes descabidos, criminosos de fato e gravata...

Como é possível comunicar na televisão que as taxas de juro aumentam (ou não) e que essas taxas de juro são o valor do dinheiro, aquilo que ele vale. Então uma nota de 100 Euros não vale 100 Euros? Tem mais 2,5%? Tem menos 2,5%? Porque não fazem notas de 102,5 Euros? Acabavam com as taxas de juro.... xiiiii, mas isso é blasfémia, neste mundo de economistas e financeiros!

Ainda hoje o diabo se ri à gargalhada com a invenção do dinheiro. É que nem ele conseguia ser tão mau!

MS
publicado por GERAL às 12:23
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De RdS a 9 de Fevereiro de 2006 às 15:03
Excelente.

Já agora, em vez de futebol o tuga devia era mas é falar de carteis. Há muito mais do que equipas de futebol e com jogadores e tácticas muito mais avançadas, com uma destreza digna de um circo.

Faltou o grande liberal, aquele que defende todas estas medidas com unhas e dentes às espera que reparem nele e lhe ofereçam um taxinho.

Mas, de facto há uma coisa que admiro nas gasolineiras, conseguem criar uma nova moeda só para eles, sem ser preciso gastar dinheiro com aquelas coisas dos direitos de autor (até porque é plagiado), toda gente paga e cala. E o tuga ainda fica muito feliz se conseguir poupar 0,00000000001 em cada litro de combustível.

Se a moda pega, estou a ver os supermercados com campanhas fantásticas de "POUPE 0,0009999 em cada 50 kilos de ...." ou "Somos os mais baratos, se descobrir algum produto mais caro devolvemos-lhe a doferença 0,000000003".

Mas o melhor, ainda, é o príncipio deu origem a isto: Não vamos liberalizar, mas sim concessionar!

Viva "tugal", com estes grandes cérebros no governo e na oposição vamos longe.

RdS

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds