Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

Não vou dizer mal... "No way, Jose!!"

Ora muito boa segunda-feira a todas(os)

Já estava com algumas saudades de aqui vir e destilar um pouco do vitríolo que caracteriza a construção deste blog mas, por vezes – e tal como qualquer cobra, é necessário deixar carregar baterias.

Tenho apreciado a situação nacional e internacional dos últimos dias numa perspectiva distanciada uma vez que resolvi assumir uma atitude “governativa” e, depois de ter reparado nos últimos artigos deste blog, vou expurgar os meus pecados e NÃO vou dizer mal.

Hoje, ao contrário do que é habitual, vou dizer bem!

Recuso-me a dizer mal do constante aumento do preço dos combustíveis, que atingiram este fim-de-semana valores recorde. Não vou dizer mal porque entendo que, coitadas das empresas de combustível prestam um serviço à nação, abnegadamente e sem olharem a meios para permitir que o tuga ande nas vias rápidas, ao fim-de-semana, a 33 kms/h. É preciso ver que a zona de onde nós compramos está sob cerrado ataque por parte de forças do Hezbollah (será assim que se escreve?) e que... esperem um momento por favor! Está a tocar o telefone...

- Sim?
[pausa]
- A sério? Não é de lá?
[pausa]
- Ahhh! Ok! Eu corrijo e...
[pausa + interrupção]
- Peço imen.....
[telefone desligado nas trombas]

Tenho que fazer uma correcção e lamento os inconvenientes causados... é que afinal quem andam ao “estalo” com bunker-busters e rpg’s não tem nada a ver com o local onde compramos o petróleo. Parece que no sul do Líbano existem calhaus, cabras e tipos de cu para o ar virados para Meca mas NÃO existem poços de petróleo.

Mas adiante! Estava eu a dizer que não vou dizer mal da especulação selvagem feita sobre o preço dos combustíveis e muito menos vou criticar a consertação de preços. Temos de respeitar as leis da concorrência e é o nosso mau-feitio que nos cega face a essa lei da concorrência “vamos-ver-quem-entala-mais-os-Tugas”. E nem sequer vou mencionar o facto das gasolineiras terem criado a moeda-nova, o milésimo de euro. Mencionar tal facto é um atentado contra as leis da economia e hoje nem me atrevo a tal. Onde já se viu tamanho desaforo? Criar uma invenção de uns economistas que dizem que a partição minima do Euro é o cêntimo mas depois querem negociar em milionésimos e microns de Euro para sacar umas massas com uns arredondamentos que ninguém conhece? Como disse, não vou dizer mal!!!

Nem tão pouco vou dizer mal da nova lei sobre as reclamações do IRS feitas pelos cidadãos e empresas a um bando de facínoras. Eu não tenho legitimidade para dizer mal da nova tendência da Moda “Legislativas 2005” do estilista Jean-José Sócrátèz. Eu não vou criticar nem dizer mal do pelintra que, sendo espoliado pelo Estado, vai humildemente – e a medo – a uma repartição de finanças dizer que afinal ele tinha razão e houve um engano e que, numa primeira reacção, saltem uns porteiros de discoteca do guichê 7 (Reclamações) e comecem por agredir a pontapé o desgraçado e de seguida o ameacem com o fim do sigilo bancário e com uma “lavagem ao cólon financeiro”. Apesar de isto me fazer lembrar a história do miúdo que chega ao pé do pai a pedir uns ténis novos (afinal o ranhoso já calça o 37 e tem uns ténis 34) e a primeira reacção é levar uns estalos e depois o pai pergunta o que é, eu NÃO vou dizer mal.

Também me recuso a criticar as manobras numéricas sobre o nosso poder de compra ou valores reais de emprego. Afinal o governo tem anúnciado mega-projectos que irão revitalizar o emprego e a economia, por isso acredito que – mesmo sem ver nada a ser concretizado – temos que acreditar que estão a zelar por nós. Creio que temos de acreditar – tal como fizémos com a selecção nacional – que somos capazes... de continuarmos a ser violentamente “sodomizados” administrativamente e manter a esperança no D. Sebastião.

(Agora sou obrigado a fazer uma pequena interrupção: expliquem-me lá uma coisa. Afinal o D. Sebastião é de que partido? PS ou PSD? O Guterres também se pirou e a malta não quer que ele volte nem com nevoeiro nem com sol. O Durão fez o mesmo e a malta deixou de saber dele no deserto europeu e ninguém quer saber se ele volta ou não! Afinal o que é que o tipo foi fazer para o Norte de África? Eu começo a desconfiar que o fulano era um iluminado e já queria defender as fronteiras europeias dos emigrantes ilegais. É que aquilo que nós queremos aqui na Terra Estranha – de ilegais – são as putas de leste e do Brasil... mais nada. O resto tem tudo de ter papelinho, comprado na candonga e plastificado nos plastificadores de rua que estão ao pé do Arquivo de Identificação)

Continuando, eu também não vou dizer mal de, apesar de todos gritos virginais provindos do Governo (e acreditem, eu trabalho ao pé do parlamento e da praça da ribeira e os dois sons misturam-se. Eu ouço todos os dias) sobre o corte de despesas da função pública e o respeito pelo déficit e depois ficamos todos a saber que, afinal, só no ano passado, foram admitidos 22 mil funcionários (mais ou menos uns trocos), reformaram – compulsivamente ou não – 12 mil funcionários (mais ou menos uns trocos) tendo assim a função púb(l)ica uma saldo positivo de 10 mil funcionários (mais ou menos uns trocos). E nem me atrevo a dizer mal das atitudes prepotentes (contra os mais fracos), de força (contra os mais fracos), de servilismo (para com os mais fortes) e de cobardia (face aos mais fortes). E muito menos levanto a minha voz à incompetência governativa face aos “Mais-Altos-Desígnios” face aos crimes cometidos pelos professores, médicos, juízes, economistas e afins!

Muito menos vou dizer mal dos sindicalistas portugueses que, depois de começarem a receber somas elevadas por actividade sindicais e aparecerem na televisão, são incapazes de apresentar uma ideia concreta. Eu não me atrevo a dizer que o sindicalismo, em Portugal, parece uma mistura de CIA, a NSA, MI5 e GSG9 uma vez que todos sabem que esses organismos têm as suas acções e operações mas nunca ninguém vê nada. Assim parece o nosso sindicalismo, toda a gente sabe que ele existe mas ninguém vê nada!
Longe de mim dizer mal dos grevistas que preferem perder um dia de trabalho no vencimento e irem para o centro comercial, à praia ou ficar em casa em vez de se manifestarem correctamente, à porta das entidades “Entaladoras” dos desgraçados e oprimidos da função pública.

Nem, sequer, me atrevo a dizer mal da especulação selvagem de que este país é vítima e muito menos vou chamar filho-da-puta a um filho-da-puta do FMI que esteve aqui em Portugal, numa conferência no Parlamento, com deputados e membros (encolhidos e enrugados) do Governo onde esse tal de quadro do FMI disse que Portugal ía no bom caminho mas que tinha um problema grave: salários altos. Longe de mim criticar ou dizer mal desse filho-da-puta e não me atrevo a chamar-lhe filho-da-puta a um filho-da-puta (podem ver que ainda não lhe chamei filho-da-puta... as vezes suficientes!!!).

Eu não vou dizer mal do Simplex, a jóia da coroa da simplicidade intelectual que atravessa o nosso governo, que parece ter descoberto a internet como o novo Graal da política. É tudo via internet e depois, como com o selo do carro, faltam as pessoas para lidar com o simplex e falta 1 milhão de selos. Nem vou chamar a atenção do Zé “my man” Sócrates que a internet já existe há uns tempos e que tem uns sites porno porreiros. Talvez fosse melhor ele tornar o acesso à pornografia livre e gratuito... tinha mais produtividade... e acabava com o envelhecimento da população.

Decidi que hoje não ía dizer mal... pelo contrário, ía enaltecer o Portugal democrático, pós 25 de Abril. O Portugal do século XXI...

Vou pois começar por....

Estava eu a dizer que temos muitos pontos positivos, como país e povo e vou dar-vos uns exemplos:
1. O primeiro é.... [pfzt! Tchxxxxxx! Estática]
2. Em segundo lugar, temos os.... [avaria do teclado]
3. Depois temos os.... (...).... que são bem agradáveis!
4. E, finalmente, o...... (...) .... que demonstra a nossa capacidade.

Como podem ver, hoje não disse mal da Terra Estranha.
Temos que ser positivos, acreditar, lutar, ter confiança... e mais umas merdas desse género que agora não me ocorrem...

VIVA PORTUGAL... que começa a matar à fome os Portugueses

MS

p.s.: caso existam reclamações, por favor usar o modelo 33a do sistema Simplex, via internet. Depois sente-se e.... espere!
publicado por GERAL às 13:38
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Flor a 31 de Julho de 2006 às 16:49
Caro MS... não te sabia tão CÍNICO!
Sei que estás a avacalhar uma opinião positiva, contrária a todos as que emitis-te neste teu pedacinho de mal dizer.
Pelo menos avacalha em condições!

Tantos fdp para que?!
Porque não emigras de uma vez?!
Serás sempre o mesmo insatisfeito, o mesmo negativista, o mesmo contestatário, o mesmo... enfim... até hoje adiantou-te alguma coisa o mal que tens dito da merda de pais onde vives e trabalhas? O que faz cd um de nós para melhorar toda a MERDA que temos por cá, para além de dizer mal, é claro!

Confessa que já tinhas saudades!!!


De RdS a 31 de Julho de 2006 às 12:29
Realmente não vale a pena dizer mal, mas fazer mal.....

RdS
De Rui KN a 27 de Julho de 2006 às 21:00
Imaginem que um marciano chegava a esta Terra Estranha e perguntava qual o estado do país....
Que respostas teria????
- Ninguem falava com ele, pois poucos são aqueles que terminam a 4 classe e conseguem dizer algo mais que "bué", "fixe", "pá (não como acessório para escavar), "curte", enfim um manancial de palavras que decidimos adoptar e que no fundo só dizem bem do estado desta "linda terra estranha";
- Se surgisse algum iluminado (leia-se alguem que completou a 4 classe com aproveitamento), rápidamente espancava o referido ET, nada como um belo soco para iniciar uma amizade;
- No caso de o ET perguntar a um deputado o que existia de novo na sua nação, o parlamentar respondia de forma incisiva, "neste momento não o posso atender, por favor, deixe a sua mensagem após o sinal, logo que volte de férias tentarei responder à sua questão, desde que a mesma não implique conhecimentos do país, de finanças públicas, de saúde, de educação, enfim, por favor, não incomode";
- E se fosse a um jornalista????
"Talvez se aqueles tipos de barbas e toucas brancas avançassem neste sector, conseguiriam alcançar o mar, uma rotação de 70º permitia-lhes ver o mar, mais um homem neste flanco e está tudo acabado". Acabámos de ouvir um excerto dos próximos 50 telejornais, voltamos logo após os 3000 anúncios a águas com sabores......
- E a um banhista na praia de Carcavelos?????
"Amigo passe para cá a carteira ou leva um tiro no car%&%$#lho dos cornos". Afinal não era um banhista, pertencia ao "arrastão", que acabou por não ser arrastão, mas que tinha todos os indicios para ser um arrastão..... e não estamos a falar dos tsunamis
- A um GNR????
O ET não cosneguia falar com nenhum GNR, agora adoptaram a técnica da filmagem, viraram realizadores e por onde se passsa, do Minho ao Algarve, não se vê um único agente na estrada.
Agora percebo aqueles que tentam andar em contramão nas AE's, estão apenas a tentar matar saudades, as saudades de ver um GNR...."in loco"
Talvez um dia eu consiga perceber a razão de em 750 Km percorridos na passada sexta-feira, eu não tenha visto um único carro patrulha....
Será que disse mal desta "terra estranha", afinal, estamos na "silly season" e tudo é permitido.....
Abraço bloguista

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds