Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007

Há vida para além da IVG...ou o dinheirinho - parte II

Ora bom dia,

A Terra Estranha tem andado ultimamente entretida com o tema da IVG, mais vulgarmente conhecido como aborto, ou a sua interrupção voluntária (ou não). A este respeito, sou partidário do SIM por todas as razões que já foram aqui dissecadas, mas entendo algumas posições dos partidários do NÃO. Entendo nomeadamente que após a eventualidade da lei do SIM ser aprovada (não tenho dúvidas que a será), o aborto não deve nem pode ser um acto de quem vai "ali às compras para comprar uma camiseta ou um esfregão de limpeza". Tenho dúvidas que assim será, mas conheço a propensão muito portuguesa de aproveitar tudo o que seja de borla. Enfim, o futuro o dirá.

E enquanto o aborto vai sendo o tema do dia, e enquanto andamos também muito entretidos a escolher os "grandes portugueses" (mais uma palhaçada) ou as "7 maravilhas de Portugal", os problemas estruturais de Portugal e dos portugueses continuam.

Portugal continua a ser o país dos 3 F's, da mesma maneira que este blog se intitula de 3 S's. Se antigamente o lema era Fado, Fátima e Futebol, não muito mudou. Em vez de Fátima, local de peregrinação, temos a Fátima Lopes, apenas como representante de uma escumalha de figuras semi-públicas e aparentemente famosas, por quem o povito nutre admiração. O Fado? Só se trocaram as vogais, que nunca como agora, o sexo vendeu tanto e de tantas formas. E o Futebol, esse, claro está, continua inalterado. Veja-se o que aconteceu em Itália no encontro entre o Palermo e o Catania (para quem não sabe morreu um polícia nos confrontos e a Federação Italiana decidiu suspender - e bem - todos os encontros de futebol nesse país) e tente-se imaginar o que uma suspensão de futebol faria ao nosso Zé Povinho. Marx, se vivesse hoje não diria que era a religião o ópio do povio. Em Portugal é o futebol(zinho).

Mais do que continuarem os modificados F's a pautarem a filosofia tuga, e mais do que termos a classe dirigente, os empresários, os sindicatos, os professores, os juízes, os médicos, os advogados, os alunos, etc, etc, etc, que temos (isto é para ser dito em tom pejorativo, se bem que só para alguns das classes, entre outras, mencionadas - enfia a carapuça quem quiser), temos acima de tudo, e em termos mais globais se assim quisermos, o "tuga", esse misterioso ser que abunda um pouco (ás vezes muito mesmo) em cada um de nós.

Vem isto a propósito de um pequeno comentário que ouvi no outro dia na televisão quando num telejornal qualquer vi uma entrevistada de rua a tecer uma consideração. Falava-se e entrevistavam-se pessoas na rua à conta dos preços da gasolina, e dizia a dita senhora (desconhecida) qualquer coisa como "só em telemóvel e em gasolina vai-se o meu rendimento". Palavras para quê? Está tudo dito, ou quase. Oh minha senhora, V.Exa espelhou com essa simples frase a característica mais tuga de todas as que nós temos - a displicência que temos com os nossos rendimentos e as prioridades que nós estabelecemos com o dinheirinho. É espelho disso o nível de endividamento das famílias, ou o facto de os empréstimos recorrentes à banca suplantarem em muito o nível de poupança. Haja dinheiro. Mesmo que ele seja pouco, o que importa é dar para as nossas necessidades primordiais. Educação? Saúde? Poupança? Nããã...Telemóveis e gasolina. Tudo o resto é suplementar...mas mais uma vez, enfie a carapuça quem quiser.

JLM

 

 

 

 

 

 

publicado por GERAL às 10:43
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De tinyGod a 7 de Fevereiro de 2007 às 16:29
Concordo! Há tantas coisas mais prioritárias... que a IVG ...
O que é triste é que esta seja A QUESTÃO NACIONAL... E seria tão simples legislar, em consenso, na Assembleia da República.

Enfim, vou abastecer o automóvel daqui a nada e depois, quem sabe, pensar se o pior português de sempre é a Fátima Lopes (que apresenta programas para minorias que não trabalham de manhã) ou se é a Fátima Felgueiras, única exilada política depois do 25 de Abril, procurada pela justiça, encontrada e escoltada, para hoje ser Presidente da Câmara...acusada de um rol de crimes azuis, ainda por julgar! Nem a "mulher", Fátima Felgueiras, foi condenada... e que se saiba, pode ter feito tudo, mas não interrompeu a gravidez!
De Miguel Montenegro a 7 de Fevereiro de 2007 às 23:35
Cordiais saudações.
A questão de fundo para que aponta neste seu texto converge de algum modo com a que subjaz à neurose da despenalização da IVG : a responsabilidade de assumir as escolhas próprias ou a falta dela.
E desculpe se o reconduzo ao Grande Atractor desta semana, mas creio que é a mesma tibieza de carácter generalizada que conduz ao silenciamento do pomo da discórdia deste referendo: o carácter doutrinário e, especificamente, católico do princípio que faz coincidir o início da pessoa humana com a "concepção". As implicações são evidentemente imensas. Quanto a mim, já fui apodado de radical e de herético (apesar de não ser católico nem cristão) por explorar o tema num artigo intitulado "O Código IVG " que poderá encontrar no meu site. Que o radicalismo da questão seja inerente à própria natureza do monoteísmo em geral e do catolicismo em particular é uma evidência que, aparentemente, ainda choca e suscita imensos frissons em Portugal. É "retro", mas é real.
Presumo que seja mais fácil reagir a este problema de forma projectiva (acusando de intolerância quem faz notar a nudez do rei) do que encarar os próprios demónios, do mesmo modo que é mais fácil atribuir à subida de preço da gasolina e às facturas do telemóvel o desgoverno das contas próprias do que admiti-lo e resolvê-lo.
Parabéns pelo seu site de que ainda só conheço uma pequena parte.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds