Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Democracia? Onde?

Caríssimos cibernautas, cumprimentos!
Após longos meses de ausência deste espaço de escárnio e maldizer, regressei. Confesso que, após este período de abstinência, continuo a olhar para o país com demasiadas dúvidas, para não dizer “certezas”, sobre este rumo de tão apregoado “sucesso”.
Continuamos “determinados” e a “trabalhar” afincadamente para rapidamente sairmos desta indefinição de sermos um país “Em vias de desenvolvimento” e abraçarmos o comboio da frente, atingindo, finalmente, esse grande patamar dos países “Subdesenvolvidos”!
Pois, a continuarmos com este rumo, em breve estaremos a par da poderosa Venezuela, esse grande país de liberdade de expressão e de exemplo de reformas sociais. Mas, porquê compararmo-nos com a Venezuela? Devíamos ir mais longe! Temos de ser ambiciosos! Porque não atingir o nível do Zimbabué ou da Coreia do Norte, ou mesmo do Irão?
Ainda faltam alguns passos a dar, penso que até ao final desta legislatura deve ser possível fazer as “reformas” necessárias e que ainda tardam. Por exemplo:
- Reeducar a comunicação social – Como é que se pode trabalhar em paz com estes senhores a colocar “pedras” na engrenagem! Penso que eles ainda não entenderam o verdadeiro alcance das políticas do governo. Estão sempre a “inventar/descobrir” novos assuntos que, se não forem bem explicados, podem dar uma má imagem, ou mesmo deturpar, as boas intenções de quem manda. Isso não pode ser! Fechem já a imprensa privada!
- Acabar com os Sindicatos de vez! Não se pode evoluir num clima de constante crispação social. Estes senhores até podem ser necessários quando temos governos Capitalistas, mas com um governo Socialista? Como andam um pouco baralhados, o melhor é recolherem-se para meditação, durante muitos anos. Atrapalham menos.
- Usar a polícia, o SIS, as escutas e todos os meios ao alcance para “auscultar” e “orientar” o povo. Não se pode correr o risco de haver mentes que tenham a ousadia de pensar algo diferente (só uns poucos, devidamente autorizados e organizados em pequenos partidos políticos. Só para dar a imagem de que existe algo para além do governo. Mas nada de muito perturbador! Não se pode correr riscos).
- Eliminar a educação! Não se pode governar descansado enquanto houver uns cretinos que querem ensinar. O pior de tudo, é que pode haver quem queira aprender. E se aprende algo diferente do que é politicamente correcto! Anarquia!
- Impostos - Estão demasiado baixos! Ainda há quem compre bens supérfluos. Não pode ser! O salário só deve dar para subsistir com muita moderação. Não estamos em época de desperdícios. Além disso, os governantes necessitam de muitos recursos para esbanjar e para alimentar os amigos.
E “prontos”!!!
Por hoje já chega. Amanhã talvez continue….
RdS
publicado por GERAL às 10:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds