Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

A Crise da Vergonha.

 

Ora Viva!!!
Ainda andam por aí???
Cá estou eu de novo, depois das festas e do início do mais um ano em crise, isto tem sido uma constante nos últimos anos, como não bastava andar a Terra Estranha em crise, agora é o mundo todo, enfim, efeitos da chamada Globalização.
Mas não é da crise financeira que venho falar, para isso já há comentadores e líderes de opinião que cheguem, venho sim pegar numa outra crise:
Qual?
Pois bem, a crise da “Vergonha”!
Parece que a Vergonha foi banida deste país, ou terá sido exportada? Vai na volta, como já não produzimos praticamente nada, toca de exportar o intangível. Assim evitamos outros males, como a consciência...
Por exemplo, o nosso digníssimo Primeiro não contente com a questão das suas pseudo-habilitações literárias, volta à carga com mais este caso Freeport. Não falando na “brilhante” (com Ultra/Mega/Hiper dose de cinismo) prestação governativa, o homem não tem vergonha de nada, passa por cima de tudo e de todos os valores morais, intelectuais e mesmo educacionais.
Pior, não é único, continuando só com as figuras de topo da nossa nação, temos o Avó Cavaco, que, além de ter ruinosamente governado a Terra Estranha durante 10 anos, está no topo da Hierarquia Nacional, como Presidente da Republica mais respectivo vencimento acumulado a 3 (TRÊS) reformas. “Coitado de mim, só tenho 3 reformazitas (qualquer delas 10 vezes superior ao salário mínimo) a juntar ao ordenadozito!!!” – Devíamos fazer um peditório para ajudar o desgraçado....
Esperem...há mais, assim de repente estou-me a lembrar do Tio Vitinho Constâncio que, pobre homem, não tem culpa de ganhar tanto, não é ele que manda...fica a pergunta: Se fosses tu a mandar, o que fazias Vitinho?
Chega de exemplos? É que há tantos muitos mais...
No fundo, são tudo questões relativamente irrelevantes, o importante é manter o Status Quo, com as sanguessugas agarradas ao TACHO, em nome da Estabilidade, há sempre problemas muito mais importantes e urgentes a resolver, como as REFORMAS.
Mas quais reformas? Há anos que andamos a reformar a reforma da reforma estrutural. A reforma nunca mais acaba? Ao menos arranjem outra Designação! Sempre a mesma cansa.
Bom, continuando...E “ter vergonha na cara”? (expressão muito engraçada esta dos manos Brasileiros)
 
Esta pseudo-gente não Devia Servir de Exemplo?
 
Supostamente, são Representantes do mais digno Comportamento Humano, dos melhores Valores Civilizacionais e de um efectivo Serviço em Prol da Comunidade e da Humanidade.
 
A sério?
 
É que, sinceramente, para mim não é nada disto que estes senhores representam.
 
Além de muitas outras questões e problemas extremamente nefastos que se podem retirar destes comportamentos, há um que sobressaí e começa a ter implicações na minha vida como Pai: A Educação.
 
Como é que eu vou educar a minha filhota?
 
Quando ela fizer um disparate ou algo errado, já não posso dizer, “estás a ver aquele Senhor na TV? Ele é uma pessoa importante porque tem um comportamento exemplar, se queres ser como ele...”
 
Isto é absurdo, vou ter de substituir por: “Se queres ser como ele, porta-te ainda pior...”
 
Isto é dramático! Se continuo no caminho de incutir-lhe valores civilizacionais, morais, humanitários, etc, vou de certeza prejudicá-la no futuro.
 
É que os valores demonstrados nesta sociedade, principalmente por quem a rege, ou por outras palavras - “por quem vence na vida”, não podiam ser mais opostos aos meus. (está explicado por não “venço na vida” – tenho de começar a pensar seriamente em fazer um mega desfalque na sociedade portuguesa)
 
Isto é, se eu continuar a “pregar” coisas como: não se deve mentir, deves assumir os teus erros, não deves ser egoísta, deves ajudar os outros, etc, etc, podia continuar com este rol de absurdidades (sim absurdidades, hoje em dia nada disto interessa) mas o facto é que ela vai ficar em desvantagem perante os que vão seguir os exemplos deste tipo de gente (e de certeza que vão ser muitos, ou não fossem eles os Eleitos da terra Estranha).
 
O problema é que não estou a ver estes senhores a tomar uma atitude decente como: demitirem-se ou suicidarem-se. Não, vão continuar como se tudo fosse normalíssimo e que são superiores às “más-línguas”, pois o que eles estão a fazer é que é fundamental para o país.
 
Em resumo, acho que vou ter de me adaptar, mudar de valores e de vida, só não sei muito bem em que área do crime hei-de entrar, assaltar bancos com esta crise é má ideia, explorar a classe média também já não dá - eles já se adiantaram, extorquir a classe baixa, também não vou longe, acho que já não resta nada que valha a pena...
 
Isto está difícil, se tiverem alguma ideia avisem-me, porque já não resta nada com estes Vampiros – “Eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada...”

 

 

 

 

 

 

RDS

publicado por GERAL às 18:05
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds