Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

“Justiça” à Portuguesa com certeza.

Não é um assunto novo nos meandros deste Blogue, já temos várias vezes descascado nesta instituição nacional tão incongruente quanto a expressão “ A Justiça é cega”.

Ao passar os olhos por uma notícia do Sol, que não resisto a reproduzir:

QUOTE

Justiça

Familiares das vítimas de Entre-os-Rios poderão ter de pagar 500 mil euros

Depois de as seis pessoas responsabilizadas pela queda da Ponte Hintze Ribeiro terem sido absolvidas em tribunal, a Justiça veio agora reclamar aos familiares das vítimas o valor das custas judiciais, noticia o 24 Horas de hoje. No total, são cerca de 500 mil euros

 

UNQUOTE

Fiquei perplexo!

Além de não terem sido apurados responsáveis, muito comum na nossa (in)Justiça nacional, os familiares, que já foram terrivelmente penalizados pelo sucedido, vão ser massacrados com as custas do processo.

Mas isto cabe na cabeça de alguém?

E, ainda, chamam a isto de “JUSTIÇA”?

Mas quem é o “Justiceiro” que se dá ao luxo de promulgar uma decisão destas?

Onde é que anda o Bom Senso? Também é “CEGO” como a “JUSTIÇA”?

Exemplo de alarvidades doutrinais da nossa jurisprudência não faltam, são tantos e tão frequentes que se torna difícil enumerá-los.

Mas este caso...acho que prima pelo sadismo, digno de Maquiavel, e pior: Ninguém com responsabilidade tomou qualquer tipo de medida.

No mínimo, o cretino do Juiz ou pseudo-justiceiro que elaborou esta aberração devia estar PRESO!

Como é que alguém é capaz de tamanha perversidade e fica incólume?

Ó Sr. Ministro da Justiça o que anda a fazer? Além de andar a esbanjar o nosso dinheiro, ao menos podia tomar alguma providência, não acha? Não andamos a pagar impostos para ver a sua tromba no Telejornal, para isso contratávamos Modelos, sempre era mais agradável.

Já agora, não percebo a diarreia legislativa que é produzida diariamente para, com base nessa mesma bosta doutrinária, emitirem dejectos judiciais desta craveira. Ou os nossos legisladores têm o Intestino Grosso ligado Directamente ao cérebro (se é que têm cérebro) ou os nossos Intérpretes Judiciais têm os respectivos neurónios (se é que os têm) inseridos na Zona Anal.

Algo está profundamente errado nos meandros da Justiça deste país. Não é urgente reformar, é urgente RE-INICIAR toda a “Justiça”. Ou será “Justiça com as Próprias Mãos”...

 

RdS

 

publicado por GERAL às 12:59
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds