Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010

Jogo FMI

Realizou-se recentemente em Portugal mais um jogo para o Campeonato Mundial de Andrajosos, jogo da 3ª mão de apuramento. Do lado da equipa das Quinas, em toda a sua plena potencialidade, sem lesões, estava o habitual 4-4-3 composto por Sócrates na baliza, na defesa Luís Amado na esquerda, na zona central Gabriela Canavilhas e Helena André e na direita Mariano Gago.

 

A meio campo, Pedro Silva Pereira do lado esquerdo mas com preponderância para descair para o eixo do jogo ou para fora de jogo, na zona central Augusto Santos Silva e António Mendonça e no lado direito Rui Pereira que saiu recentemente de uma mialgia cerebral e na frente de ataque, com a camisola 10 Teixeira dos Santos que ainda não marcou golos mas é uma peça fundamental do ataque lusitano, esquerda Vieira da Silva, que também não marcou nenhum tento mas é visto como uma peça fundamental do ataque lusitano e na direita a revelação Helena André que, pela sua velocidade, poderá marcar a diferença.

 

No banco de suplentes ficaram Alberto Martins, António Serrano, Dulce Pássaro, Ana Jorge, Isabel Alçada e Jorge Lacão. Foi também seleccionado da equipa dos Juniores João Tiago Silveira, João Gomes Cravinho e Marcos Perestrelo (com dois L’s). No lugar de treinador Cavaco Silva e como adjuntos Mário Soares e Jorge Sampaio.

 

Do lado da equipa visitante, a mais internacional de todas as selecções que defrontámos, na baliza Douglas A. Rediker (Estados Unidos), no eixo da defesa Mitsuhiro Shimoda (Japão) e Alex Gibbs (da Grã-Bretanha), esquerda da defesa Willy Kiekens da Bélgica enquanto que na direita Yuriy Yakusha da Ucrânia. Uma dupla de centrais experientes Panagiotis Roumeliotis da Grécia e Johann Prader da Áustria e como lateral esquerdo Duangmanee Vongpradhip da Tailândia enquanto na direita Christopher Legg da Austrália. No ataque o FMI apresentou Hi-Su Lee da Coreia e Momodou Bamba Saho da Gambia.

 

No banco da equipa Per Callesen da Dinamarca, Age F.P. Bakker da Holanda, Klaus D. Stein e Stephan von Stenglin da Alemanha e Aymeric Ducrocq da França. O trio de arbitragem é composto por Trichet, Constâncio e Durão Barroso e como quarto árbitro foi Merkle. O treinador é o famoso O’Merc Ado que tem tido uma postura controversa junto das outras selecções anteriormente eliminadas por esta equipa.

 

O jogo começou com dois meses de atraso uma vez que a equipa das Quinas ainda não se tinha decidido sobre qual o equipamento a usar, mas após estas indecisões lá arrancou. A primeira situação de perigo veio de um passe longo da defesa do FMI para a zona de ataque que levou a bola ao poste, logo aos 35 segundos de jogo. A equipa portuguesa parecia descoordenada e apática o já se previa tendo em conta a falta de treinos e silêncios do treinador.

 

Após cinco minutos de jogo deu-se a primeira tentativa de ataque das Quinas mas Teixeira dos Santos não entendeu o passe de Vieira da Silva, este não ouviu o primeiro e Helena André correu tão depressa para a baliza adversária que acabou no fosso antes das bancadas. Como resposta, a equipa adversária marcou 5 golos em 4 minutos e o marcador passou logo para 5-0. Em todos estes golos, Sócrates podia ter feito melhor mas no primeiro estava a experimentar o novo equipamento, no segundo atirou-se para o lado contrário, o terceiro baixou-se em vez de saltar, o quarto passou-lhe entre as pernas e o quinto levou com a bola nas trombas e caiu para dentro da baliza com a bola e o golo foi validado pelo 4º árbitro.

 

Aos 30 minutos de jogo deu-se um dos casos do jogo. Numa jogada de envolvimento entre Vieira da Silva e Mariano Gago, Momodou Bamba, conhecido por “Senhor suborno”, entrou de forma dura sobre Vieira da Silva e rebentou-lhe a canela e quase lhe vazava o olho com os pitons. Nesta altura também, Helena André parecia estar quase a sair do fosso, pelo menos já se via um pezinho a aparecer na borda do mesmo. Trichet fez “vista grossa” a esta falta clara e Constâncio foi visto a levar um café a Merkle, prontamente recusado com uma chapada violenta que despenteou o fiscal de linha.

 

Aos 44 minutos, com o resultado em 8-0, dá-se uma invasão de campo por um cão rottweiller, perdão, por Ana Gomes que atacou a bola, Sócrates e Luís Amado, o que levou à substituição da bola, ferimentos no tórax em Sócrates e nas “partes pudendas” de Luís Amado que teve de ir ao banco receber tratamento de Ana Jorge.

 

Felizmente nesta altura o árbitro apitou para o intervalo. Finalmente Helena André apareceu em campo a correr furiosamente mas com o apito teve de ir para o balneário. O treinador O’Merc Ado aproveitou e cuspiu no seleccionador nacional, Hi-Su Lee beliscou Grabiela Canavilhas e convidou-a para um jantar e os alemães Klaus D. Stein e Stephan von Stenglin atacaram violentamente Pedro Silva Pereira e Rui Pereira, com a ajuda de Merkle, e Rui Pereira refugiou-se num blindado que estava em exposição no stand de vendas móvel do estádio. Pedro Silva Pereira recolheu ao balneário em lágrimas.

 

Na segunda parte, que começou com mais de uma hora de atraso uma vez que a equipa lusa preparava a táctica e a equipa do FMI telefonava para Espanha, próximo encontro, assistiu-se a mais do mesmo. Teixeira dos Santos não conseguia passar a bola porque ninguém a queria, a defesa arrastava-se atrás da equipa adversária. O capitão de equipa, Sócrates berrava mas sempre ordens contraditórias.

 

A selecção nacional teve uma actuação sofrível e como esperado perdeu por 18 a 0. Só as selecções da Grécia e Irlanda tiveram piores actuações neste torneio. O treinador O’Merc Ado mostrou a sua satisfação, bem como os testículos, ao seleccionador nacional que terminou a partida já a enfardar o 3º bolo-rei.

 

Nas bancadas, os adeptos andrajosos e esfomeados aguardavam que algumas migalhas lhes fossem atiradas. Mais uma actuação desastrosa da selecção nacional, assobiada e insultada pelos adeptos que não mudam a equipa porque têm medo!

 

MS

publicado por GERAL às 14:56
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De RdS a 17 de Dezembro de 2010 às 15:15
Brilhane!

Com uma selecção destas, vamos de certeza ser o Primeiro...a contar do fim, ou será fmi.

Mas para ser mais correcto, devias ter posto o Sócrates e Cia como apanha bolas, que é o que eles têm feito.

O Trichet ou o FMI dá um chute na bola e é ver o Fócrates feito barata tonta a tentar apanhá-la...e depois atira a bola para as bancadas (povão)...

Com esta equipa vamos conseguir apenas afundar de vez o país. O nosso futuro é sermos pedintes, "arrumadores" dos "carros" da Europa e do mundo.

Mais uma vez, parabéns, o texto está muito engraçado.

RdS

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds