Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2007

O mexe, o meche, a Merche.... e putas!

Caríssimos leitores,
 
Muito boa tarde/dia/noite a todos.
 
Passaram as festas... acabou-se o período de folia e agora chegou o momento de voltar a coisas sérias.
 
O governo começou 2007 mais ou menos descansado. Depois da ressaca do Mundial de futebol de 2006, depois de muitas promessas de bonança e frases tipo “agora é que é!” e “Vamos no bom caminho!” chegamos a 2007 com mais uns divertimentos pelo caminho: em primeiro lugar temos o Natal (ainda em 2006) onde os tugas gastam o que têm, o que não têm e aquilo que nunca virão a ter; temos a passagem do ano onde os tugas bebem até à insensibilidade para esquecer o que gastaram umas semanas anteriores; depois tivémos o caso do sargento Gomes mais as decisões dos tribunais; tivémos o pagode total com o referendo ao aborto, onde todos esqueceram tudo à sua volta em nome de uma discussão que, a meu ver, nunca deveria ter existido; finalmente tivémos o carnaval com o seu tradicional divertimento a metro e gajas meio despidas a dançar umas coisas que nem são da Terra Estranha.
 
Perante esta insensibilidade criada pelos “importantes” acontecimentos que grassavam na Terra Estranha, o governo continuou no seu “caminho”, a assobiar, enquanto a “maltosa” debatia o aborto, o sargento, o futebol e as tetas no sambódromo... isto para não falar no eterno “chuto na veia” que representam os programas matinais nos canais de TV portugueses.
 
Depois disto tudo começaram a aparecer as notícias reais da Terra Estranha, coisas simples tipo as indemnizações churudas, o desemprego, os indices internacionais, a saúde, a justiça... este tipo de coisa sem importância!
 
Nestes últimos dias tenho pensado sobre algumas coisas que gostaria de partilhar convosco.
 
Sempre que se fala no Sócrates reparamos que os seus defensores começam logo por dizer “Ele até mexe em coisas que ninguém fez antes” e eu fico a pensar se será verdade ou não. A mim parece-me que a reacção do “mexer” é mais um reflexo Pavloviano que uma asserção da realidade. Eu explico um pouco melhor (aprendi com os artigos acerca do aborto que não podemospensar demasiado rápido, podemos ser chamados de assassinos sanguinolentos).
 
Onde é que o Sócrates mexeu, até agora, com resultados visíveis e palpáveis?
 
Resposta: em lado nenhum!
 
Vamos por partes:
- Saúde: até agora as mexidas têm sido no sentido de transferir o ónus da saúde para os seus utentes, por intermédio de novas taxas moderadoras; tem passado por soluções puramente economicistas acerca do encerramento de maternidades, hospitais, urgências e outras coisas. Neste momento já fecham tanta coisa que é pena não fecharem a boca... sempre faziam melhor figura. Por outro lado o estatuto médico continua na mesma, continua a existir a falta de médicos fora dos grandes centros, as lista de espera mantêm o mesmo tamanho (isto se não aumentaram). Basicamente, depois de tantas mexidas, se estiveres doente... olha, azar, vai morrer longe para não deixar mau cheiro!
 
- Justiça: Palavras para quê, são juízes portugueses. Decidem sempre no pressuposto e letra da lei sem se interrogarem se o alarve que escreveu a lei estava na posse das suas faculdades ou se sofria de trissomia 21. O poder de tais pessonhas... desculpem!... pessoas continua intocado excepto na questão das chamadas férias mas aí desculpem, até a vergonha tem limites. Ainda de realçar o facto ministério passar ao PR (esse grande profissional) casos para indultar em que o indultado, por acaso, até é fugido à justiça.
 
- Educação: È bunito vêre qe us porgramas d’e enssinu conti nuam a estáre adecuadus a 1 realidades, tás a ver?, qe sse cu-aduna c’as ralidades das nexessidades da Terra Extranha. Pôr otro ladu, os bacanos dus xindicatos dos profs, tás a ver?, cãotinuam na mexma merda de pulitica du dize mal e faze mal. Ixto p’ra naum falare qe nexte purssesso fexaram bué de excolas e agora os bacanos já naum pódêm ire cantare o rap du hip hop neim dare umas naifadas nus meus dos outoros gangues. Ou ceija, mecheu e voltou a mecher e continuo tudo na mexma.
 
- Economia/Finanças: Aqui o homem (o Sócrates) excedeu-se no seu esforço de mexidas. Na economia colocou o veloz do Manuel Pinho, a única pessoa documentada científicamente em que a boca se move mais rápido que o pensamento. Para além disso tem sido pródigo a anunciar mega-projectos que não dão em nada (recordo a refinaria de Sines, a fábrica da Soporcel e outros projectos afins) e tem também sido o homem que resolve todos os problemas de deslocalização... sim, é verdade. Ele consegue fazer com que as fábricas/empresas se deslocalizem mais depressa daqui para fora, mas ter uma reunião com aquele homem deve deixar uma pessoa normal com os nervos em franja. Além disso tem sido o apresentador principal do programa “Vamos no bom caminho, para sair não-sei-de-onde” que passa em todos os canais de TV. É o homem que se orgulha em apresentar Portugal como país competitivo porque tem... salários baixos! VIVA! Não é porque tem know-how ou capacidade técnica ou condições, não! É porque somos miseráveis. Mentir ele não mentiu mas eu teria vergonha, principalmente quando o animal diz isso a quem tem ainda salários mais baixos.
Quanto às finanças, o Sócrates investiu no Teixeira “das beiças” Santos. Esse vive obcecado com o déficit e com a crise. Curiosamente o homem não faz nada para aumentar a riqueza, centrou todas as baterias na redução da despesa mas às custas de esfolar a “vaca”, ou seja, o Terráqueo Estranho. Para além de aumentar impostos que mexida fez o homem que seja digna de relevo? NADA! Quer seguir a frenética política dos despedimentos (custos), já fez com que cada português pague mais 330 euros no final do ano em impostos e quando se olha para a casa dele (leia-se ministério) vemos que os directores-gerais até ganham umas massas por fora a ensinar aos bancos e seguradoras como fugir aos impostos. Brilhante esta mexida!
 
- Choque tecnológico: O Sócrates causou um choque tão grande que ainda hoje estão a tentar identificar as vítimas. Os CTT criaram correio electrónico... pasme-se! Correio electrónico. UAU! Grande esforço! Acho que ninguém conhecia isto! Conseguiram digitalizar pombos correio para transportar mensagens. A próxima fase é digitalizar estafetas para entrega de encomendas? A parte boa do choque tecnológico é que o acesso à tecnologia, em Portugal, continua cada vez mais dificil e caro, a outra parte boa é que o grupo de desempregados que mais tem crescido tem sido o dos licenciados, ou seja, aqueles mais aptos para as novas tecnologias – isto é que é confiança nas Universidades Portuguesas e nos jovens portugueses. Também é verdade que os coordenadores do choque tecnológico estão a viver bem por isso acredito que este programa seja uma maravilha... para os amigos, claro está.
 
- Simplex: É de rir! Cada vez há mais papéis para resolver um simples problema de unha encravada mas é o Simplex. Eu nunca vi nada como isto, criam-se redes informáticas e procedimentos simplificados mas a parte melhor é que para iniciar qualquer processo é sempre por intermédio de mais um papel... brilhante! Quando eu fôr grande quero ser assim.
 
Se olharmos para as coisas um pouco para além da capa do “marketing” político e da constante campanha verificamos que as mexidas não deram em nada de palpável. Continuamos a ter uma das piores distribuições de riqueza da Europa, somos o último dos países originais da UE e já fomos ultrapassados por 3 dos novos, já nem nos atrevemos a fazer comparações com ninguém, temos a pior relação entre o valor dos bens de consumo indispensáveis e os salários, das piores taxas de crescimento da Europa, somos dados como o exemplo a não seguir aos outros países... e o Sócrates continua a mexer.
 
Estamos numa Terra Estranha sem esperançanem futuro, preocupamo-nos mais com os romances da Mérche e do Ronaldo do que com a merda de políticos que temos. Esta merda cada vez parece-se mais com a Albânia do mundo Ocidental do que com um país da UE e o Sócrates continua a mexer... Porra! Ninguém diz ao homem para estar quieto?
 
Eu não estou a dizer que ele é o único responsável... longe de mim separar a merda, eu cá não sou nenhuma ETAR política. Mas que exemplos temos de oposição? O pequenino? O dinossauro? O papa-hóstias Europeu? O esquerdóide do chámon? Por amor ao Altíssimo, arranjem nova gente... rapidamente e em força!
 
Em 2006 escrevi um artigo onde, num laivo de profetismo disse que 2007 ía ser pior que 2006 e 2008 seria ainda pior. Para começo de brincadeira já se sabe que o desemprego chegou aos 8,2% mas parece que ninguém quer falar sobre isso. Enquanto estou a escrever estas linhas tive uma epifânia e posso desde já dizer que a Terra Estranha nunca deixará de estar em crise pois é assim que os políticos actuais continuarão a ser re-eleitos e os “empresários” sabem gerir os seus negócios. Não faz parte da cúpula dirigente saber criar condições de crescimento endógenas... ou vem dinheiro de fora ou estamos em crise, e assim vamos continuar até que o inferno gele!
 
Querem sair da crise? Emigrem, vão para outro país... aqui isso nunca irá acontecer!
 
Entreguem isto às putas, os filhos já lá estão e se forem elas a mandar pelo menos o macho tuga sempre fode “à là gardere”!
 
Um abraço
 
MS
publicado por GERAL às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

Inflacção ou não?... ...

Caríssimos leitores, Muito boa tarde/dia/noite a todos. Acho que é chegado o momento, agora que se aproxima um novo an...

Ler artigo
publicado por GERAL às 01:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O mexe, o meche, a Merche...

. Inflacção ou não?... Eis ...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

.Contador

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds