Quinta-feira, 22 de Junho de 2006

Portugal e a Selecção

Olá a todas(os)

Como todo o bom português, tenho seguido o percurso da selecção nacional neste mundial. Tenho, também, seguido os comentários que surgem antes, durante e depois de cada jogo da selecção.

Tenho de referir que não gosto, por norma, de futebol e na minha vida nunca li ou comprei um jornal desportivo. Considero perda de tempo e de dinheiro. No entanto, a selecção nacional é outra coisa. Defende as cores do meu País e se eu digo mal dele (porque sou português e está nos meus genes dizer mal) não admito que um “camone” venha com comentários menos próprios sobre Portugal... É antiquado mas eu sou assim.

Mas voltando ao futebol (na minha perspectiva ignorante). Antes do jogo ouvi o aparatchik intelectual futebolístico a berrar contra o Scolari porque foi fazer o estágio a Évora e que estava muito calor. Ora como na Alemanha tem estado muito calor não me parece que o estágio tenha sido despropositado – aliás, já ouvi o mesmo aparatchik que sim, que afinal até tinha sido porreiro.

Ouvi a cáfila de comentadores dar palpites antes e durante o jogo com Angola. Depois do jogo berravam que não tinhamos jogado nada e que deveria ser assim e assado e que o homem (o brasileiro) não percebe nada daquilo. Bom, ganhámos por 1 a 0!

Foi o fim do mundo... uma vergonha ganharmos... um crime contra a genealidade de comentadores. Os comentários depreciativos choviam de todo o lado, esqueçam que portugal não perde à 15 jogos.

No segundo jogo, lá voltaram os peritos com a táctica e a técnica e Portugal ganhou por 2 a 0. Lá vieram as críticas e que era uma vergonha. Até essa aventesma do Pinto da Costa veio com uns palpites. Não interessava que Portugal não perdia à 16 jogos nem que há 40 anos que não se classificava para os 1/8 de final. E muito menos interessava que Scolari tinha batito todos os recordes da FIFA em termos de vitórias consecutivas em Mundiais.... pfffff! O que é que isso interessava!

Ao menos, algumas vozes começaram a piar, de longe, que afinal o gajo (o brasileiro) até sabia daquilo. Algumas dessas vozes, pasme-se, eram dos próprios jogadores. As vedetas concordavam que ele (o brasileiro) era o melhor que tinham encontrado e que sabia como os motivar e como trabalhar.

No terceiro jogo, com menos 5 titulares, Portugal ganha de novo por 2 a 1. Desta vez contra o México que já se havia assumido como pretendente ao título. Mesmo assim voltei a ouvir – agora menos – vozes de discórdia que o jogador X não devia ter ido e que a posição Y não foi preenchida. Nesta altura começaram a pensar que de facto a selecção não perde à 17 jogos e que ele (o brasileiro) até sabe da coisa.

Sinceramente não percebo e agradecia que quem pudesse me esclarecesse: Pela 1ª vez em 40 anos seguimos em frente, pela 1ª vez não existem putas a correr à frente dos jogadores nos hoteis, pela 1ª vez os jogadores não batem nos árbitros, pela 1ª vez não são os clubes que ditam a estratégia da selecção, pela 1ª vez os próprios jogadores pedem que o treinador continue à frente da selecção e... MESMO ASSIM NÃO SERVE???

Bolas que somos esquisitos!

Sou levado a concluir que para os 10 milhões de treinadores de bancada os resultados deveriam ser assim:

Portugal vs Angola
23 a 0
Golos de:
Pauleta: 7
Figo: 8
Cristiano Ronaldo: 5
Deco: 3 (*)
(*) Não jogou mas não interessa, é tão bom que marca sem jogar (perspectiva dos tipos do FêQuêPê)

Portugal vs Irão
21 a 0
Golos de:
Deco: 5 (*)
Figo: 5
Cristiano Ronaldo: 5
Pauleta: 5
Maniche: 1
(*) Jogou de olhos vendados e em benefício da equipa (perspectiva dos tipos do FêQuêPê)

Portugal vs México (a equipa já era melhor que os adversários anteriores)
15 a 1 (**)
Golos de:
Figo: 5
Simão: 5
Nuno Gomes: 4
Deco: 1 (*)
(*) Não jogou mas não interessa, é tão bom que marca sem jogar e desta vez foi só 1 porque não estava no estádio (perspectiva dos tipos do FêQuêPê)
(**) Golo sofrido quando o Ricardo saiu da baliza para ir ajudar um parto na bancada (perspectiva de todos os Portugueses)

Será que nesta altura já não diziam mal? Ou será que mesmo assim ainda tinham algo a apontar? Mesmo que o acima tivesse sido conseguido não ficávamos, à mesma, com 9 pontos no nosso grupo ou transitávamos directamente para as meias-finais (à semelhança do halterofilismo em que o atleta levanta 100 kgs e depois só vai aos 300 kgs; ou mesmo como o salto em altura)?

Se há uma certeza na vida é que confiem num português para dizer mal. É só andar na rua para ouvir que o inverno é uma porcaria porque chove (venha o verão), o verão uma merda porque faz calor (venha o inverno); a selecção é uma merda porque perde (ganhem os jogos palhaços), a selecção é uma merda porque ganha (marquem mais golos palhaços); etc. Eu também gosto de dizer mal (afinal tenho os genes tugas) mas ao menos estou satisfeito com os resultados da selecção. Ao menos acho que muito tem ele (o brasileiro) feito por nós e olhem que ter de aturar o Pinto mais os seus muchacos não é fácil. Ainda hoje querem saber a história do Vitor Baía e do Quaresma... Por falar em Quaresma, esse está na moda agora? Ou o Pinto quer vendê-lo ao mesmo preço que vale, por exemplo, Deco? Aliás, agradeço o génio do Quaresma quando trouxemos o Europeu de sub-21 e.... espera! Afinal não ganhámos nada pois não?

Outra coisa que não entendo é o raio da mania que temos que sabemos tudo. Sempre que se pergunta ao tuga de bigode que vai na rua e cospe para o chão é vê-lo a dizer que a táctica devia ser esta e que fulano devia ir para aquela posição, etc, etc.

De uma coisa podem ter a certeza, de futebol não percebo (nem quero) e se algum dia tiver o infortúnio de ser abordado por um jornalista (à semelhança de uma qualquer gazela atacada por uma hiena) que me pergunte acerca do(s) jogo a única coisa que posso, em consciênci, dizer é: olhe, não sei se é bom ou mau mas que estou satisfeito com as vitórias, lá isso estou!

Aqui, nesta Terra Estranha, é tudo à bruta: só interessa a opinião de quem tirou, no mínimo, média de 19 a Direito, média de 21 a Economia, média de 32 a medicina com Doutoramento já no 2º ano de curso e média de 125,4 a Politologia (nota importante: os cursos só têm valores até 20); só interessam as vitórias por um diferencial superior a 10; só interessa que ou não tenhamos despesa pública (0,00 euros portanto) ou a totalidade de despesa pública (PIB total em despesa pública). Será que não conseguimos ser comedidos? Será que temos que ser mais exigentes que os outros, com coisas que não interessam?

Já pensaram que, em termos de mundial, neste momento estão os holandeses a pensar: FODA-SE... QUE AZAR, FICÁMOS COM PORTUGAL? E que os Argentinos estarão a pensar: UFA! NÃO NOS SAIU PORTUGAL...

MS
publicado por GERAL às 14:03
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De RdS a 22 de Junho de 2006 às 14:26
VIVA A SELECÇÃO!!!!

Que vão todos para o ca..., ficámos em 1º no grupo, passámos aos 1/8ºs e toda a ganhar à Holanda.

O país ficava melhor sem tantos comentadores e treinadores de bancada.

RdS

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nas voltas e reviravoltas...

. A Austeridade...

. Portugal e a Crise

. Jogo FMI

. FMI e afins

. O outro lado da exuberânc...

. Os Sufrágios!

. As idio(ti)ssincracias da...

. O país de betão

. O salário minimo e Portug...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds